26 de jun de 2012

Insone


Ecoa, por toda noite,
Sua voz em mim, como um canto.
Não me deixando dormir,
No avesso de um acalanto

Nenhum comentário:

Postar um comentário