4 de mai de 2009

Aplauso



Por sua arte, por sua luta, por seu intelecto.


Por pretender nos libertar da opressão, por tantos operários/atores e pelas praças cheias, transformadas em palco...


Obrigado Boal


 




3 de mai de 2009

Vendedores...

Agricultores vendem grãos e fibras e pecuaristas vendem carne e leite, e ambos acreditam que estão contribuindo para alimentar o mundo.


Construtores vendem casas, criando espaços onde as pessoas possam se proteger.


Costureiras e alfaiates vendem roupas que nos embelezam, aquecem e escondem nossos defeitos e perfeições.


Médicos vendem diversas curas, amenizando as dores do corpo.


Igrejas também vendem curas, amenizando as dores do espírito.


Psicólogos vendem loucuras aceitáveis, para sobrepor às demais.


Pintores tornam o mundo mais colorido, vendendo suas obras.


Advogados vendem argumentos, defendendo quem precisa, e quem não merece.


Músicos vendem canções para, de fato, embalar o mundo.


Chineses vendem de tudo, para o mundo todo, a preço de (... ?? ...), de mão-de-obra chinesa.


Políticos (não todos, é claro) vendem a mãe, a pátria e tudo mais (às vezes a alma), e nos fazem acreditar que estão fazendo isso atendendo a nossa vontade.


Teatrólogos vendem espetáculos, que são verdadeiros oásis no meio das horas cheias de tarefas sufocantes que se tornou nosso dia-a-dia.


E escritores vendem poesias, oferecendo a todos um bálsamo para a alma, emprestando palavras aos enamorados, fazendo refletir os engajados e sendo companhia fiel nas noites de lua (ou de porre).