2 de fev de 2016

Não gosto quando você desaparece.
Gosto mesmo é de quando você liga,
e diz: “aparece”!