14 de fev de 2011

Da série "Mulher" - Consequências

Nova manhã...

Com esforço, acordo.

Preguiçosa,

Sem ânimo

Sozinha,

Chorosa,

Me achando feia,

Descabelada...

Me lembro de você.

E esse desejo me sufoca.

Saudade de como você me amava,

A qualquer tempo, o tempo todo.

Falta do seu beijo morno

Logo cedo,

Me livrando desse hálito amanhecido...

Quero gritar,

Morrer,

Chorar,

Engordar (...).

Por ter mandado embora.

Dói saber que fui tola.

Que perdi o melhor homem que conheci.

A maior chance de ser feliz.

Dói...

E dói lembrar que me desejavas sempre.

Mesmo nas manhãs, do jeito que acordava.

Quando eu dançava,

Sorria,

Cantava,

Chorava,

Quando fazia tudo ao mesmo tempo.

Quando eu não fazia nada.

Me desejava mesmo quando sem controle,

Os hormônios me irritavam.

Mesmo nos dias em que eu sangrava.

...

Um comentário:

  1. Carácolas, não sabia que seu lado feminino fosse tão predominante. rsrsr

    ResponderExcluir