17 de nov de 2009

A ti

Dedico-te

Este poema,

Que ainda nem

Existe.

Peço apenas

Que me entendas,

É por estares tão longe

Que meu poema

Será triste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário