28 de nov de 2010

E eu nem sou Adoniran...

E assim, sem motivos algum, ou mesmo me conhecer,

Talvez até sem intenção (mas não sem vontade)

Deu pra me atacar.

E me sinto penetrado, dilacerado.

Revirado de toda forma.

Armas? Nenhuma

Apenas esse seu penetrante

E fatal olhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário